ANDRE CHARLES E RUPAUL: UMA NARRATIVA DRAGQUEEN NO CONTEXTO POP CONTEMPORÂNEO

Felipe Petik Pasqualotto, Richard Luis de Sousa Perassi, Marília Matos Gonçalves

Resumo


Neste artigo, conceitos e arranjos da teoria Semiótica Discursiva, baseada no signo dual saussureano e no percurso gerativo de sentido greimasiano, são adotados na leitura de uma narrativa cultural contemporânea, expressa publicamente por imagens fotográficas registradas no ambiente artístico-social da cena Pop e no cenário televisivo do reality-show “RuPaul ́s DragRace”. Tal narrativa informa sobre duas personas: (1) Andre Charles (performer) e (2) RuPaul (dragqueen), que são suportadas por uma mesma estrutura biofísica, apesar de expressarem diferentes identidades psicossociais. No texto, são enfatizados os sentidos de “ambiguidade” e “transição”, como temas profundos do nível fundamental da narrativa. Também, são propostas as ideias de “hiperfeminino” e “hipomasculino”, como termos participantes do sentido de ambiguidade na performance dragqueen.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1984-0071

CHAMADA DE ARTIGOS

O Conselho Editorial da TRIADES em Revista - Transversalidades | Design | Linguagens, do Programa de Pós-Graduação em Design (PUC-RIO) e do Programa de Pós-Graduação em Ambiente Construido (UFJF) está recebendo artigos em fluxo contínuo.

Os artigos podem ser enviados através de cadastro no sistema 

Aceitamos trabalhos em forma de artigos, resenhas, revisões de literatura, ensaios ou resultados de pesquisa, em português, inglês ou espanhol.

Neste link, você pode baixar o modelo para formatação em artigos.

Qualquer dúvida contacte-nos pelo e-mail: triadesrevista@gmail.com

Aguardamos seus artigos!