“AME SEU VIZINHO”: UMA ANÁLISE SEMIÓTICA DO CURTA-METRAGEM NEIGHBOURS

  • Rafael Martins Alves Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC
  • Gustavo Cossio Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS

Resumo

Este artigo apresenta uma análise semiótica do curta-metragem Neighbours, de Norman McLaren, de 1952. A obra, desenvolvida com a técnica de stop-motion pela National Film Board, do Canadá, apresenta um discurso marcadamente antiguerra e antimilitarização. Com base no estudo sobre as categorias fenomenológicas de Charles Sanders Peirce, se reflete sobre os fatores envolvidos no filme. Compreende-se que a semiótica oportuniza um balizamento teórico-metodológico para a leitura de imagens. Assim, o texto discorre sobre as tríades Peirceanas, com o objetivo de iluminar o processo de construção de sentido na narrativa visual em análise.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
11-10-2018
Como Citar
Alves, R. M., & Cossio, G. (2018). “AME SEU VIZINHO”: UMA ANÁLISE SEMIÓTICA DO CURTA-METRAGEM NEIGHBOURS. Revista Triades, 7(2). Recuperado de https://triades.emnuvens.com.br/triades/article/view/144
Seção
Artigos