Serigrafia Versus Impressão Digital

uma opção pela Estética

  • Andréa Franco Aminger ESPM - RJ
  • Mirella de Menezes Migliari ESPM-RJ

Resumo

O presente artigo tem como objetivo apresentar as qualidades do processo de impressão serigráfica, sob a ótica do designer gráfico, estabelecendo um viés comparativo com o processo de impressão digital que domina o setor gráfico na atualidade. Sendo este setor muito suscetível às mudanças tecnológicas, questiona-se as escolhas pautadas por fatores como prazo de entrega e custo, em detrimento da qualidade específica de uma técnica atrelada a fatores de cunho sensorial. É lançado então um olhar de viés estético à contribuição da técnica de impressão serigráfica ao design gráfico, a partir da revisão bibliográfica de conceitos de Serroy e Lipovetsky (2015), Adorno (2002), e Mario Vargas Llosa (2013) para analisar impressos em serigrafia versus impressos em gráfica rápida (digital). Diante de fatos históricos levantados, fica evidente que esse processo de impressão está relacionado também ao resgate de uma tradição, e possui portanto um valor intrínseco de acordo com Reis (2007).


PALAVRAS-CHAVE: Estética; Design Gráfico; Serigrafia; Tradição.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
20-12-2019